Hot Topics:

Home Corrida Como correr em excesso pode ser prejudicial

Como correr em excesso pode ser prejudicial

Saiba como exagerar na frequência e carga dos treinos pode fazer mal à saúde
por Redação Sport Life, em 12/03/2015

É difícil encontrar alguém que tenha começado a correr e abandonado o esporte depois de algum tempo. Pelo contrário: quem se entrega à corrida quer ir cada vez mais longe, estabelecendo novas metas e ampliando a dedicação. Mas exagerar na frequência e carga dos treinos também pode ser tão prejudicial quanto não praticar atividades físicas. O corredor, muitas vezes movido pela empolgação, acaba excedendo seus limites.

+ 8 incômodos da corrida e como resolvê-los 

correr demais faz mal

Foto: Shutterstock

Segundo o educador físico Joaquim Ferrari, existe uma carga ótima de corrida que deve ser respeitada. Essa carga é calculada em função do lastro, ou seja, toda a frequência de treinos realizada anteriormente. “Sempre que o corredor cruza esse limite o excesso começa a se manifestar de diferentes formas. Esse estado recebe o nome de overtraining. Entre os sintomas estão a insônia, lesões osteoarticulares como distensões, tendinites, fraturas por estresse e cansaço permanente, que não desaparece com o descanso habitual”, explica.

+ Vigorexia: o corpo no limite

Correr demais e não respeitar as próprias limitações também pode fazer com que o corredor se sinta mal durante os treinos e competições. Não são raros os casos de atletas que desmaiam durante provas, principalmente as de longas distância. De acordo com um estudo recente realizado por pesquisadores do Hospital Frederiksberg, em Copenhague, o recomendado é que o corredor não treine mais do que três vezes na semana e não ultrapasse o ritmo de 11 quilômetros por hora. A progressão no esporte deve ser lenta e gradual, nunca aumentando repentinamente a velocidade e quilometragem às quais o corredor está adaptado.

correr muito faz mal

Foto: Shutterstock

Incluir outras atividades na rotina, como musculação e yoga, é uma opção válida para amenizar os efeitos da corrida e fortalecer a musculatura, protegendo ainda mais o atleta. O acompanhamento médico, dias de descanso respeitados, alimentação adequada e hidratação também são medidas básicas e obrigatórias para quem deseja manter a saúde e o bom desempenho aliados ao esporte.

+ Musculação para quem corre

A corrida, assim como qualquer atividade física, é benéfica à saúde física e psicológica, mas deve ser incorporada à rotina de forma equilibrada. Assim o atleta pode manter o bom desempenho e ter uma vida longa no esporte.

Receba o conteúdo da SPORT LIFE em seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades!

Enviar