Hot Topics:

Home Corrida 10 modalidades para melhorar a corrida

10 modalidades para melhorar a corrida

Quer correr mais e melhor? Experimente uma dessas modalidades para ter o máximo de desempenho
por Amanda Preto, em 18/06/2017

A performance na corrida depende de diversos fatores: preparo físico, genética, tipo de treino, alimentação… Mas o que faz toda a diferença no rendimento das sessões é uma atividade complementar, seja voltada para mobilidade, resistência ou fortalecimento. Na verdade, é essencial que uma modalidade ofereça esse grupo para alcançar melhores resultados e preparar mais o seu corpo para novos desafios. Eduardo Netto, diretor técnico da rede de academias Bodytech listou as 10 modalidades que combinam com a corrida e por que fazê-las. Escolha a sua!

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

1. Musculação

 Se você corre, certamente sabe que a musculação é uma atividade indispensável, pois proporciona mais força, velocidade, além de prevenir lesões. O treino de corrida e musculação pode ser realizado no mesmo dia ou em dias alternados. Corredores com pernas, abdome e costas fortalecidos garantem ter melhor rendimento durante as provas.

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

2. Pilates

Foca bastante em exercícios de permanência, o que permite mais controle sobre a respiração, flexibilidade, estabilidade, concentração e consciência corporal. Os exercícios de pilates trabalham todos os grupos musculares de forma integrada, permitindo ao praticante um fortalecimento completo.

 

Veja também: quer mais performance? Conheça os tênis para estes objetivos

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

3. Natação

Se você gosta de água, pode se jogar na natação: ela melhora a coordenação motora, a respiração, ajuda a aumentar a capacidade pulmonar, melhora o condicionamento físico, fortalece a musculatura e as articulações. Também é relaxante e diminui a tensão ocasionada na musculatura. É compensadora para os membros superiores e tem ação regenerativa.

 

Treino funcional

Foto: iStock

4.Treino funcional

Por estimular movimentos que utilizamos no nosso dia a dia, o treinamento funcional é ótima alternativa complementar à corrida e assim como a musculação, deve estar presente no seu plano de treinamento: o treinador ministra os exercícios mais específicos para seu objetivo, sejam eles de alta intensidade ou não, tendo como resultado mais energia e melhoria da força e da resistência.

 

Foto: iStock

Foto: iStock

5. CrossFit

É uma atividade de alta intensidade e deve ser realizada em dias alternados ao treino de corrida. Benefícios: aumenta a velocidade, força, resistência muscular e o condicionamento físico. O atleta fica mais resistente à fadiga muscular e consegue manter a intensidade por mais tempo.

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

6. Ciclismo

Geralmente quem corre, se apaixona pela bike, e vice-versa. Além de prazerosa, a atividade permite que você pratique na rua ou na academia. No caso indoor, a simulação de percursos com variação de intensidade ajuda a trabalhar os membros inferiores deixando mais fortes e resistentes a fadiga muscular.

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

7. Yoga

Revigorante, a modalidade ensina a controlar a respiraçãoajuda a não desperdiçar energia durante a execução da postura. Também fortalece os membros superiores de forma completa, pois os ásanas (posturas) trabalham mobilidade, permanência e estabilidade.

 

Foto: iStock

Foto: iStock

8. Alongamento

É essencial antes e depois da corrida. Aumenta a flexibilidade, melhora a passada, o ritmo, a postura, a consciência corporal e ainda auxilia na regeneração muscular.

 

Foto: Pixabay

Foto: Pixabay

9. Deep Running

Conhecida também como corrida na água, ajuda no relaxamento e na regeneração muscular, principalmente se você correu uma prova longa. Benefícios: melhora o condicionamento físico, a força e a resistência muscular. E é uma boa oportunidade para corrigir os detalhes de passada.

 

Foto: iStock

Foto: iStock

10. Lutas

É um momento para extravasar e colocar para fora todas as dificuldades do treino e a ansiedade. Aulas de lutas são ótimas para trabalhar a agilidade, a resistência e o aumento da temperatura corporal, que melhora a viscosidade dos tecidos.